quinta-feira, 17 de abril de 2014

A consultora não tem uma varinha de condão. Grande parte do trabalho é vosso.

O título resume o objetivo deste post. É verdade. Para quem não sabia, eu não sou uma fada dos makeovers. As mudanças de imagem não se fazem por magia. Aliás, as clientes têm que trabalhar, e muito. Pronto, só queria deixar clara esta informação porque muitas vezes tenho a sensação de que as pessoas que procuram este tipo de serviços acham que vão mudar por obra e graça do espírito santo. Era bom, fácil, mas não funciona assim. Como eu não pretendo que as clientes fiquem dependentes de mim - sim, eu sei, não tenho nada olho para o negócio - a ideia é ensinar as pessoas a saberem o que fazer com o seu guarda-roupa e a deixarem de ter urticária sempre que vão às compras de modo a que até gostem de o fazer. Mas se todas as manhãs olham para o guarda-roupa em pânico sem saber o que fazer e a ideia de ir às compras vos deixa com náuseas, não pensem que de um dia para o outro, apenas com a minha presença, passam a ser as masters do estilo! Isso acontece, não à velocidade-luz, mas sim com algum trabalho da vossa parte.

Parte do resultado da construção de coordenados do Closet New Look de verão! :)


E venho ilustrar um bom exemplo de uma cliente que visitei de novo esta semana e que faz bem o seu trabalho de casa. Tenho a certeza de que todas as minhas clientes o fazem. :) Já tinha ido dar a volta ao guarda-roupa de inverno da E. há uns tempos e, gostou tanto, que me pediu que lá voltasse para dar uma ajudinha no guarda-roupa mais fresco que não tínhamos visto.

Fiquei logo contente quando a E. me mostrou a gaveta das malhas, mais livre, e com as peças enroladinhas assim, como lhe tinha aconselhado a fazer - é uma forma de terem mais espaço na gaveta e de terem as malhas e t-shirts todas visiveis. E não, elas não amarrotam assim enroladas.


Fiquei ainda mais contente, babada mesmo, quando a E. me mostrou que tinha impresso as dicas que lhe tinha enviado assim como as fotos todas dos looks que construímos da última vez, num verdadeiro Style Book em formato físico que ela diz consultar sempre que precisa de ideias para saber o que vestir no dia seguinte. Mas melhor ainda, é que o seu Style Book não é estático e a E. continuou a trabalhar para aprimorar o seu estilo, acrescentando inspirações com se que identifica e, inclusive, criando novos conjuntos da sua autoria que fotografa e inclui no seu Style Book sempre em construção. E adorei perceber o entusiasmo com que incluiu esta atividade no seu dia-a-dia - porque realmente brincarmos com a moda e aprimorarmos o nosso estilo requer algum esforço, mas também é muito divertido e fantástico para aumentar a dose de confiança. Algo que a E. já tem com fartura mas que sai sempre reforçada quando nos pomos em prioridade.

Gostaram da ideia? Que tal construírem o vosso próprio livro de estilo? Façam-no e mostrem! ;)







Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...