quarta-feira, 14 de outubro de 2015

FEEL | 10 formas de praticar um maior Body Love


Body shamming é um termo de que se ouve muito falar hoje em dia. Parece que não há dia que passe que não surja uma notícia ou controvérsia online sobre o corpo de alguma celebridade - ou porque engordou uns quilinhos, ou porque emagreceu outros tantos, porque os abdominais não são como naquele anúncio, porque tem borbulhas, celulite, porque tem o rabo grande, o rabo pequeno. etc, etc. Nem sequer há um padrão de crítica - fala-se mal porque tem a mais ou porque se tem a menos. Não há mesmo forma de agradar, nem deveria ser esse o objetivo. 

No entanto, as comparações que fazemos com as imagens perfeitas e os ditos 'ideiais de beleza' são diárias e constantes e aplicamos em nós próprias um verdadeiro body shamming - não precisamos que ninguém o faça por nós porque os pensamentos auto-depreciativos sobre toda e qualquer parte do nosso corpo já cá estão e podem ser bastante mais ofensivos que qualquer bully cibernético do mais rasteiro que haja. E se a luta com o nosso corpo fosse positiva e útil, já todas seríamos verdadeiras Gisele Bündchen's efetivas ou em potência. 

Mas não é isso que acontece. Quanto menos gostamos do nosso corpo, maior a tendência para não o tratarmos bem. Por oposição, quando aceitamos e gostamos do nosso corpo, exatamente como é, verdadeiro amor incondicional, tendemos a querer mimá-lo, cuidá-lo - queremos sentir-nos bem. Por isso, aceitação antes de tudo. A aceitação não nos leva a comer frascos de Nutella como se não houvesse amanhã, a aceitação passa por querermos sentir-nos bem, logo, vamos ouvir o nosso corpo e saber que Nutella às colheradas nos deixa mal-dispostas - uma chega. E que um vestido no corte certo realça as nossas curvas e nos faz sentir confiantes em vez de as escondermos em peças largueironas.

Amar o nosso corpo incentiva a ter melhores hábitos, não o contrário. Por isso, abandonem o body shamming e pratiquem o body loving. Ora aqui vão os passinhos para colocarem o plano em prática:

  • Não se foquem nem comparem com os corpos de outras pessoas;
  • Foquem-se, sim, naquilo que gostam em vocês e na vossa aparência;
  • Todos os dias, escrevam, pelo menos, uma coisa de que gostam em vocês;
  • Foquem-se nas vossas conquistas que têm que ver com quem vocês são como pessoas, não com a forma que aparentam;
  • Nada é o que parece. Tudo aquilo que vemos nas revistas ou na televisão foi alterado até à perfeição. Como digo muitas vezes, naqueles dias maus, pesquisem no google por 'celebrities without makeup' e vão sentir-se logo melhor. Confiram. ;)
  • Não precisam de validação exterior, de ninguém, para se sentirem melhor com vocês próprias;
  • Ninguém é perfeito, por isso, aceitem as vossas imperfeições e amem as coisas que vos tornam únicas. Aprender sobre o vosso tipo de corpo e que tipo de peças mais o favorecem também ajuda à aceitação e maior confiança;
  • Rodeiem-se de pessoas que vos apoiam e que vos fazem sentir bem acerca de vocês próprias;
  • Façam coisas que vos deixem felizes;
  • Amem-se exatamente da forma que são agora, não só quando atingirem a ideia hipotética do que poderiam ser.



Body Love é o melhor exercício que podem praticar! Se falta amor pelo ginásio, pelo menos, pratiquem esta modalidade e, de certeza, que vão passar a quere-lo pôr a mexer - por vocês e para vocês, apenas! ;)










Sigam a LOOK A DAY pelo Facebook e pelo Instagram para mais inspirações diárias! :)



Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...