segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Sou bonita ou sou feia? Os malefícios da falta de confiança na imagem corporal.

www.pinterest.com

Na conferência TED que vos deixo aqui em baixo e vos convido a assistir, Meaghan Ramsey fala sobre a importância de gostarmos de nós e porque acharmos que somos feias nos prejudica tanto. Parece que a maioria das mulheres não tem em grande conta a sua beleza. Aliás, o número de pesquisas online e vídeos que se colocam com a pergunta: Sou bonita ou feia?, é assombrosa. Fiquei a saber que há milhares de adolescentes a colocarem esta dúvida na web para obterem a validação desse mundo. Ou sofrerem o bullying consequente que já parece regra do meio online. Com um ecrã pela frente há muito boa gente que revela o seu pior lado e se acha no direito de dizer o que quer e apetece a quem, na maioria das vezes, não conhecem de lado nenhum. E geralmente apetece-lhes sempre disparar ofensas sem considerar quaisquer sentimentos da pessoa do outro lado.

Mas de onde vem a dúvida sobre a própria beleza? A mais perfeita certeza que tenho é a de que todas as mulheres são bonitas, todas têm a sua beleza, única e irrepetível. A questão, como sempre, vem das comparações e dos padrões que nos são veiculados como regra a seguir. Já vos disse aqui que a comparação é a pior coisa que podem fazer e que essa atividade online acaba por ter ainda mais preponderância. Se não nos assemelhamos à modelo do momento ou à atriz não sei das quantas, não somos bonitas? Se alguém nos diz que somos feias ou outras coisas fofas do género, não somos bonitas? Se alguém comenta o nosso aspeto, não somos bonitas? Somos bonitas ou o que quisermos ser, se acreditarmos nisso. Porque damos tanta validade às opiniões dos outros? Muitas das vezes nem são pessoas que tenhamos em grande consideração... mas os comentários ressoam na opinião que temos de nós próprias - e se não gostamos lá muito de nós, os piores comentários ou críticas podem ter toda a importância e peso do mundo porque nos indicam que afinal estamos certas - não valemos grande coisa. Curioso é não darmos assim tanto valor aos elogios e críticas positivas. Se vêm de pessoas que nos são próximas, o que é normal, achamos que só dizem coisas boas porque são 'obrigados' a gostar de nós e desvalorizamos. Mas as opiniões de estranhos, no entanto, têm total prioridade no que toca a atingir o nosso ego e coração. Parece-me que a ordem está invertida. As opiniões externas são tão subjetivas que até recomendo nunca recorrerem a elas, seja em que caso for. Vocês são quem sabe melhor o que é bom para vocês e quem são. Não há dúvida disso.

A falta de confiança na vossa imagem corporal só vos prejudica. Esforcem-se por encontrar pontos positivos no vosso corpo assim como ele é, por cuidarem de vocês, por gostarem de vocês, por se aceitarem. E por saberem, sem dúvidas, de que a resposta à pergunta: Sou bonita ou feia? é sempre, mas sempre, a primeira hipótese. São lindas, acreditem! :)






6 comentários:

  1. Auto-confiança, um grande problema, não s+o em termos de beleza, mas de capacidades :/

    Beijinhos,

    Habilita-te a ganhar um Invisibobble à escolha http://fe-mininices.blogspot.pt/2014/11/retificacao-1-giveaway-feminicies.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Adriana, a falta de confiança em nós, em qualquer dimensão, é aquilo que mais nos pode fazer mal. Mas felizmente a auto-confiança trabalha-se e constrói-se! :) ***

      Eliminar
  2. Penso que o problema é que a maioria das pessoas sao muito dependente dos outros. Do que pensam e do que falam e acho isso errado. Afinal de contas, somos seres individuais. :)

    http://pontofinalparagrafos.blogspot.p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Andreia, somos seres individuais e temos um percurso diferente de seja quem for, daí que também concorde que depender do que o que outros falam ou pensam não vale nada a pena. Obrigada! ***

      Eliminar
  3. Anita, gostei tanto e fiquei tão inspirada que me levaste a escrever um post lá no blog sobre aumentar a autoconfiança.

    Realmente é complicado para as mulheres gostarem do seu corpo e do que vêm ao espelho, quando a realidade que nos rodeia é completamente "photoshopada", esfomeada e falsa. Porque ninguém acorda de manhã com o cabelo aos cachos perfeitos e sem olheiras. Ninguém.

    Felizmente existem cada vez mais exemplos de celebridades que celebram :) o "imperfeito". Abençoado rabo grande das Kardashian e coxonas da Beyoncé!

    E concordo contigo: somos bonitas se acreditarmos que somos bonitas. Não há nada como sentir-se bem na sua pele, temperado com um bocadinho de atitude e "aquele" look para nos fazer sentir como rainhas (mas daquelas sem espartilho que isso já foi moda!).

    Viva a Beleza, a minha, a tua e a nossa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teresa! :) O abençoado rabo da Kim anda agora nas bocas do mundo e, sim, é bom que exemplos mais carnudos passem a ser a regra! :)

      Viva a Beleza! :)

      P.S.: Já li o teu post e adorei!! Vou partilhar! ;) ***

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...